Com Misericórdia. Em Adoração

           Há dias em que chegamos diante da Presença de Deus incapazes e vazios, uma mistura de sentimentos de raiva e desânimo invade o nosso interior. Chegamos no culto de adoração ocos por dentro, e sem nada de melhor a oferecer à Deus, então O questionamos sem parar. Enchemos Deus de interrogações e a nossa mente de embaraços. 
             Quando o desânimo chega parece que a Presença de Deus nunca existiu em nós, nosso coração fica abatido e confuso, e nossa alma vazia. Não conseguimos adorar, não conseguimos orar. Não sei se já se sentiu assim, mas eu já. Acho que todos os servos do Senhor já se abateram um dia, ou já chegaram diante da Presença dEle sem nada a oferecer como gratidão, nem um louvor e nem um clamor. Esses dias são ruins, são dias de desânimo e frieza. Pensamos somente no amanhã, torcendo para que seja melhor do que o hoje.  Até nos esforçamos para adora-Lo, mas não como Ele merece. Então vemos nossa incapacidade diante de Deus e de Sua Presença, vemos o quão fraco e humanos somos, e é nesses momentos que Deus nos chama para nos quebrantar e nos prostrar diante do altar. Nessa hora Deus nos chama para nos humilhar e chorar. Com  isso, vamos nos sentindo mais fortes, através do clamor e em meio às lágrimas Deus começa a trabalhar em nosso interior, pela Sua misericórdia Ele começa a nos preencher por dentro, encher nossos corações, sarar a nossa alma, libertar a nossa mente e nos avivar. "Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem desviou de mim a sua misericórdia". (Sl 66:20), proclama o Salmista. Através do quebrantamento reconhecemos que não somos nada diante da majestosa Presença de Deus, enquanto Ele sara o nosso interior reconhecemos que a Sua misericórdia sempre esta pronta a nos alcançar, não rejeitou a minha oração, nem desviou de mim a sua misericórdia, graças à misericórdia e amor do Senhor podemos ter novas oportunidades de nos sentir melhores, de nos sentir cheios, renovados e avivados. 
                Tudo pela graça do Senhor, pois Ele simplesmente se inclina para ouvir nossas orações e clamores quando nos sentimos tristes, vazios e desanimados. Creia, o Senhor sempre está disposto a nos atender e nos levantar novamente. Ele sempre nos chama pelo nome e cuida do nosso interior, é só nos achegar diante da Sua Presença e nos abrir para Ele. Quando deixamos nosso coração nas mãos dEle, logo nos sentimos renovados novamente para adorá-Lo e bendizê-Lo, pois só Ele é digno de adoração. Bendito seja Deus, entoou o Salmista. 

Comentários

Postagens mais visitadas