Ao sentar à mesa do Rei

" E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.

E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister."


      "Estavam unidos e tinham tudo em comum". 
      Quão difícil é sentar à mesa.
      Quão difícil é repartir o pão.
      Quão difícil é ter comunhão com todos. Todos. 
       Levantamos as mãos para adorar, louvamos o hino que fala de amor, concordamos com um "Amém" quando somos exortados, mas... Quão difícil é amar ao próximo, ao nosso irmão como a nós mesmos. Sentamos à mesa do Rei prontos para mais uma Santa Ceia, sentamos no banco da Igreja prontos para louvar, contudo, melhor dizendo, pensamos que estamos "prontos", quando na verdade, estamos enganando a nós mesmos. Como deve ser fazer parte de uma igreja que se assemelha à Igreja Primitiva em que "todos tinham tudo em comum."? Também queria saber como deve ser, até porque, Jesus nos advertiu: "Amai-vos uns aos outros", e com esse "amai-vos uns aos outros" Cristo não quis apenas dizer "Sorria e diga 'Oi' para seu irmão e já é o suficiente", não, Cristo quis dizer muito mais que amar. Cristo estava falando sobre comunhão, sobre união. Enfim, Cristo se referiu ao que está escrito em Atos 2:44 "Todos que criam estavam unidos e tinham tudo em comum", note bem, o versículo diz "estavam unidos" e não somente "reunidos", tinham tudo em comum, e não apenas "algumas coisas" em comum. 
          Este era o desejo e o sonho de Jesus quando disse aquelas palavras sobre amar. Ele estava dizendo que, mais do que amar, é andar junto - colado - com seu irmão, mais que amar, é você dar o que tem ao seu irmão sem querer nada em troca, para então terem tudo em comum.  Se você tem fé de sobra, dê um pouco de fé ao seu irmão também; se você tem bom ânimo, dê um pouco de ânimo ao seu irmão; se você tem motivos para sorrir, dê motivos para seu irmão sorrir também; se você está em paz, dê paz para o seu irmão, pois então "todos terão tudo em comum". Uma só fé. Um só ânimo. Um só sorriso. Uma só paz. Enfim, um só Espírito. 
         Sim, é difícil sentar à mesa do Rei com outras pessoas para Cear, se todos não obterem o mesmo pensamento da Igreja Primitiva: Ser um só. Não adianta disfarçar sorrisos e amores, estamos na mesa do Mestre que tudo vê. Lembre-se... Ele viu a traição de seu, até então, discípulo Judas. Quando ninguém esta vendo, Ele está. Acredite. 
             Precisamos rever os conceitos de união e comunhão uns com os outros, a Igreja de hoje precisa se espelhar na Igreja de ontem, temos, imediatamente, que parar de olhar para as nossas próprias coisas, para nossa própria necessidade, e olhar para as necessidades espirituais de nosso próximo.  "E vendiam suas propriedades e bens, e os repartiam por todos, segunda a necessidade de cada um. Já pensou em qual será a necessidade de seu irmão? Ele pode estar necessitando de algo, não somente algo material ou físico, mas principalmente de algo espiritual. Repouso. Refrigério. Paz. Consolo. Motivação. Cura. Libertação. Forças. Renovo. Esperança para continuar. 
                Bem, talvez você tenha algo para o oferecer. E talvez, agora, não seja tão difícil se sentar à mesa com o Rei. Amém? 

Cristo merece um esforço, não acha? 


Escrito por: Lairrana P. Teles (25/03/2015).

Comentários

Postagens mais visitadas