Trechos do Livro "Os Milagres de Jesus" C.H. Spurgeon

Não me contive em publicar uma postagem com partes do livro que estou lendo do pioneiro escritor e pregador da Palavra do século 18 - Charles Spurgeon, Os Milagres de Jesus.Vale muito a pena ler e meditar em seus sermões e pregações. 
//


1. A pergunta do Senhor aos cegos

"Saindo Jesus dali, dois cegos o seguiram, clamando: 'Filho de Davi, tem misericórdia
de nós!' Entrando ele em casa, os cegos se aproximaram, e ele lhes perguntou: 'Vocês
crêem que eu sou capaz de fazer isso?' Eles responderam: 'Sim, Senhor!' E ele, tocando
nos olhos deles, disse: 'Que lhes seja feito segundo a fé que vocês têm!' A visão deles foi
restaurada" (Mateus 9.27,30).

[...] 

I. Primeiro, ao explicar nossa passagem, devemos chamar a atenção de vocês para os
próprios interessados--os dois cegos. Neles há um aspecto digno de imitação por todos
os que quiserem ser salvos.

Notamos, de imediato, que os dois cegos estavam totalmente sérios. A palavra que
descreve o apelo feito a Cristo é "clamando"--falavam algo em alta voz! Clamar
subentende implorar, rogar e suplicar, com sinceridade, energia e paixão. Sua forma e
postura indicavam não se tratar de uma vontade passageira, mas de um anseio profundo
e apaixonado. Imaginem vocês como seria estar em semelhante situação. Como
ansiariam pela luz bendita se tivessem sido obrigados a permanecer nas "trevas de
duração perpétua", como diz Milton. Eles tinham fome e sede da luz. Ora, nós não
podemos ter esperança de salvação antes de a buscarmos com igual vigor, mas quão
poucos levam a sério essa salvação. Quão sérios alguns homens são no tocante ao
dinheiro, à saúde ou aos filhos! Como são fervorosos nas questões da política ou dos
negócios do seu bairro; porém, tão logo você os questione a respeito da verdadeira
piedade, ficam tão frios quanto as neves árticas. Meus senhores, como isso é possível?
Vocês podem esperar ser salvos enquanto estiverem meio adormecidos? Esperam achar
perdão e graça enquanto continuam na indiferença? Se for assim, vocês estão
muitíssimo enganados, pois "o Reino dos céus é tomado à força, e os que usam de força
se apoderam dele" (Mt 11.12b).
A morte e a eternidade, o juízo e o inferno, não são brincadeira; o destino eterno da
alma não é algo desprezível, e a salvação pelo sangue precioso de Cristo não é bagatela.
Os homens não são salvos de descerem ao inferno mediante um simples aceno de
cabeça ou uma piscada de olho. Não bastará um "pai-nosso" murmurado, um "Senhor,
tem misericórdia de mim" apressado. Os cegos teriam permanecido nesse estado sem o
desejo sincero de ter abertos os olhos; e, da mesma forma, muitos continuam em seus
pecados por falta de seriedade quanto ao desejo de escapar deles. Esses cegos estavam
plenamente acordados. E você, caro leitor? Pode me acompanhar nessas duas estrofes?
"Jesus, que agora está passando,
nosso Profeta, Sacerdote, e Rei és tu;
escuta o clamor do pobre incrédulo,
e sara a cegueira do meu coração;
"Insto em meu pedido apaixonado.
Imploro tua misericórdia perdoadora,
mesmo criticado, não descansarei,
até restaurares a vista a meu espírito."
Os cegos perseveravam como conseqüência da sinceridade, pois "seguiram" a Cristo, e
assim continuavam a apresentar seu caso. Como conseguiram seguir os movimentos do
Senhor? Não sabemos, pois eram cegos; entretanto, por certo, perguntavam pelo
caminho seguido por Jesus, e mantinham os ouvidos abertos ao mínimo som. 

[...]

(Livro disponível no: 4shared.com. Ebook "Os milagres de Jesus" C.H.Spurgeon)

//

(Esses trechos foram o que mais me chamaram a atenção, ele tem razão ao ter dito que, hoje o que mais vemos é pessoas cegas... Cegas pelo dinheiro, pelo sucesso e poder, cegas pela carreira e status, com isso podemos ver que desde o século 18 a sociedade já estava seguindo por caminhos que afastam de Deus e de Sua Salvação. Precisamos levantar nossa voz em clamor nesse novo tempo e pedir a Cristo que realize o milagre e cure a cegueira espiritual de todos nós.)

Comentários

Postagens mais visitadas