Desperta para Cristo

"Desperta, desperta, veste-te de força, ó braço do Senhor; desperta como nos dias passados, como nas gerações antigas. Não és tu aquele que cortou em pedaços a Raabe, o que feriu ao chacal?Não és tu aquele que secou o mar, as águas do grande abismo? O que fez o caminho no fundo do mar, para que passassem os remidos?"(Isaías 51:9,10)
    A invocação para o despertamento. O povo precisava se levantar das ruínas da inferioridade e do fracasso. Isaías exorta "Desperta, Sião". Ele então olha para trás, para as realizações do povo e diz: "Não foram vocês que atravessaram o mar a seco? Onde estão agora?". Todavia Isaías não lamenta pelo estado do povo, ao contrário. 
"Desperta", ele exorta. Um povo que concretizou muitas vitórias com sucesso não pode permanecer desta forma. 
"Veste-se de força", ele diz.  Diga um basta para as próprias fraquezas e receba o poder da remissão. 
 Ele fala ao povo de Jerusalém em meio as suas ruínas: há um Deus que se preocupa e esta presente. "Eu, eu sou aquele que vos consola; quem, pois, és tu para que temas o homem que é mortal, ou o filho do homem, que se tornará em erva? E te esqueces do Senhor que te criou, que estendeu os céus, e fundou a terra, e temes continuamente todo o dia o furor do angustiador [...] (Isaías 51:12,13).
   E você? E no que diz respeito a nós, não é mesmo? Quantas vezes nos encontramos como essa fracassada Sião. Quantas vezes lá embaixo ficamos, pensando que não terá uma solução, achamos que Deus está ocupado demais olhando nossos erros merecidos, imaginamos um Deus aplaudindo nossa derrota e dizendo um "Bem feito", todavia, Deus é muito bom para fazer isso, há um resgatador sempre de prontidão. Temos um consolador bem presente na hora da angústia. Ele diz "Desperta, aí não é o seu lugar". "Desperta, desperta, veste-te da tua fortaleza, ó Sião; veste-te das tuas roupas formosas, ó Jerusalém, cidade santa [..] Sacode-te do pó, levanta-te, e assenta-te, ó Jerusalém: solta-te das cadeias de teu pescoço, ó cativa filha de Sião. (Isaías 52:1,2).
Existe esperança para os que erram. 
Existe liberdade para os que estão presos. 
O Rei ainda ainda está no trono e sempre estará.
O Libertador virou homem e morreu em nosso lugar. "Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!" (Isaías 52:7). 
Quantas vezes nos sentimos desanimados, e chegamos ao nosso limite, mas há um Senhor que nos profere as mesmas palavras de Isaías: "veste-se da tua fortaleza...", são palavras de consolo que nos dão esperança, proferidas pela voz de Cristo. Poderíamos até complementar esta frase, "veste-se da tua fortaleza... Pois eu venci o mundo", Ele diz. "Desperta... Pois Eu sou a verdade e a vida". "levanta-te, e assenta-te, pois eu vim libertar os cativos, eu vim para que todo aquele que em mim crê não pereça". Ouça Cristo dizer. O céu existe, o inferno também, "mas eu vim para que todos tenham vida, e vida com abundância". Sua voz ecoa como voz de muitas águas. 
E para você, Ele diz: Não há porque permanecer assim, "Clamai cantando, exultai juntamente, desertos de Jerusalém; porque o Senhor consolou o seu povo, remiu a Jerusalém." (Isaías 52:9).

*Leia também a minha mensagem "Ruínas de Jerusalém cantai" em: http://lairranasemelhantesacristo.blogspot.com.br/2015/02/ruinas-de-jerusalem-cantai.html)

Comentários

Postagens mais visitadas